Demonstração - Arrais-Amador

  1. Ao longo do ano, e com as mudanças das estações, cada região do paneta desenvolve características climáticas distintas devido principalmente a (ao):
    1. ângulo de incidência do Sol
    2. ocorrência do periélio
    3. regime dos ventos
    4. acúmulo de calor na atmosfera
    5. nebulosidade

    Certo. As estações do ano se apresentam em toda porção da superfície terrestre, isso é proveniente da posição que a Terra estabelece em função do Sol. As posições que o planeta percorre no decorrer do ano são provenientes do movimento de translação, embora a Terra desenvolva vários outros. Dessa forma, em cada época do ano a Terra se encontra em uma posição distinta, e essas disparidades dão origem às diferentes estações do ano. Diante dessas considerações, as estações são quatro: verão, inverno, primavera e outono, no entanto, suas características climáticas sofrem variações de acordo com sua localização no globo terrestre, em alguns lugares todas as estações são percebidas, ou seja, praticamente três meses para cada estação, já em outros lugares não é possível perceber claramente as mudanças. As estações do ano têm ligação direta com a incidência de sol na superfície terrestre.
    Errado.

  2. Embarcações aproximando-se de curvas ou de canais estreitos, onde possa haver outras embarcações ocultas por obstáculos ou baixa visibilidade, como advertência, deverá dar:
    1. dois apitos longos para indicar que vou fazer a curva e que deverá ser respondido pelas outras com um apito longo
    2. dois apitos curtos para chamar a atenção e deverá ser respondido pelas outras com um apito longo
    3. um apito longo que deverá ser respondido pelas que estiverem ocultas com um apito longo
    4. dois apitos curtos que deverá ser respondido pelas que estiverem ocultas com um apito longo
    5. um apito longo e um apito curto para indicar que vou fazer a curva

    Certo. 1 apito longo para chamar a atenção - Qualquer embarcação que tenha ouvido o sinal e esteja se aproximando do outro lado da curva deverá responder também com um apito longo. (Regra 34 (e) do RIPEAM
    Errado. 1 apito longo para chamar a atenção. Este sinal deve ser respondido com UM APITO LONGO por qualquer embarcação que tenha ouvido, que esteja se aproximando do outro lado da curva ou detrás da obstrução. (Regra 34 (e) do RIPEAM

  3. São sinais de balizamento, exceto:
    1. sinais de águas seguras e sinais especiais
    2. sinais emergenciais e sinais de perigos
    3. sinais laterais e sinais de perigo isolado
    4. sinais especiais e sinais cardinais
    5. sinais laterais e sinais cardinais

    Certo. O balizamento adotado no Brasil, chamado IALA B da “International Association of Lighthouse Authorities” (IALA), compreende sinais laterais, sinais de perigo isolado, sinais de águas seguras, sinais especiais e sinais cardinais.
    Errado. O balizamento adotado no Brasil, chamado IALA B da “International Association of Lighthouse Authorities” (IALA), compreende sinais laterais, sinais de perigo isolado, sinais de águas seguras, sinais especiais e sinais cardinais.

  4. Embarcações de esporte e recreio, sem propulsão a motor, com menos de 5 metros de comprimento, à noite, estão:
    1. dispensadas de usar buzina ou outro dispositivo que a substitua
    2. dispensadas de serem inspecionadas
    3. obrigadas a ter pelo menos as luzes de bordo
    4. obrigadas a exibir uma luz branca circular à noite
    5. dispensadas de exibir luz a noite

    Certo. De acordo com a NORMAM-03, todas as embarcações, quando em navegação costeira ou oceânica deverão possuir um sino ou buzina. Haja vista a embarcação miúda somente estar autorizada a realizar navegação em águas interiores, fica perfeitamente entendido que as embarcações com menos de 5 metros de comprimento (miúdas) estão dispensadas de dotar buzina ou outro dispositivo que a substitua.
    Errado. De acordo com a NORMAM-03, todas as embarcações, quando em navegação costeira ou oceânica deverão possuir um sino ou buzina. Haja vista a embarcação miúda somente estar autorizada a realizar navegação em águas interiores, fica perfeitamente entendido que as embarcações com menos de 5 metros de comprimento (miúdas) estão dispensadas de dotar buzina ou outro dispositivo que a substitua.

  5. Segundo o artigo 4º da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário (LESTA), a autoridade marítima tem poderes para criar normas complementares para regulamentar diversos aspectos da navegação. Estas Normas da Autoridade Marítima são chamadas de:
    1. NPCP
    2. RTM
    3. NORMAM
    4. NORTEC
    5. NORIP

    Certo. Segundo o Art. 4º LESTA, são atribuições da autoridade marítima, além de outras competências, elaborar as Normas da Autoridade Marítima, conhecidas pela sigla NORMAM. As NORMAM são, normalmente, sancionadas por meio de Portarias normativas proferidas pelo órgão delegado da Autoridade Marítima, no caso a Diretoria de Portos e Costas (DPC) em virtude da especificidade e do detalhamento existentes em matéria de Segurança da Navegação.
    Errado. Segundo o Art. 4º LESTA, são atribuições da autoridade marítima, além de outras competências, elaborar as Normas da Autoridade Marítima, conhecidas pela sigla NORMAM. As NORMAM são, normalmente, sancionadas por meio de Portarias normativas proferidas pelo órgão delegado da Autoridade Marítima, no caso a Diretoria de Portos e Costas (DPC) em virtude da especificidade e do detalhamento existentes em matéria de Segurança da Navegação.

  6. A curva que a embarcação faz quando o leme está para um dos bordos a um determinado grau considerado padrão e a uma determinada velocidade padrão, chamamos de:
    1. curva de boutakov
    2. curva de giro padrão
    3. curva de giro bâbord
    4. curva de giro reversa
    5. curva de giro inversa

    Certo. Chama-se Curva de giro, a trajetória descrita pelo centro de gravidade de uma embarcação numa evolução de 360º, em determinada velocidade e ângulo de leme.
    Errado. Curva de giro – É a trajetória descrita pelo centro de gravidade de uma embarcação numa evolução de 360º, em determinada velocidade e ângulo de leme.

  7. Uma boia, à noite, emitindo uma luz amarela, significa:
    1. canal estreito
    2. área de recreação
    3. uma bifurcação de canal
    4. um perigo isolado
    5. águas seguras

    Certo. Estamos falando dos Sinais Especiais. Os sinais especiais NÃO são usados para navegação e sim para mostrar áreas com características especiais, tais como, áreas de recreação, despejos, exercícios militares, segurança, dragagens, cabo ou tubulação submarina, separação de tráfego e outros fins especiais. Podem ser cegos ou luminosos, tem como característica uma marca de tope em forma de “X”, opcional e estrutura na cor amarela.
    Errado. Estamos falando dos Sinais Especiais. Os sinais especiais NÃO são usados para navegação e sim para mostrar áreas com características especiais, tais como, áreas de recreação, despejos, exercícios militares, segurança, dragagens, cabo ou tubulação submarina, separação de tráfego e outros fins especiais. Podem ser cegos ou luminosos, tem como característica uma marca de tope em forma de “X”, opcional e estrutura na cor amarela.

  8. A temperatura necessária para inflamar os gases que estejam se desprendendo de um combustível, só com a presença do comburente chama-se:
    1. ponto de ignição
    2. temperatura de ignição
    3. ponto de combustão
    4. ponto de queima
    5. ponto de fulgor

    Certo. Ponto de ignição - temperatura mínima para um combustível inflamar-se sem chama direta, bastando o calor e a presença do oxigênio. Portanto, é a temperatura mínima em que ocorre uma combustão, independente de uma fonte de ignição, como uma chama ou faísca. Assim, o simples contato do combustível (em gases, por exemplo), em contato com o comburente já é suficiente para estabelecer a reação.
    Errado. Chamamos "Ponto de Ignição", a temperatura necessária para inflamar os gases que estejam se desprendendo de um combustível, só com a presença do comburente (oxigênio).

  9. Quando em mar ruim para vencer as ondas grandes deve-se acelerar e desacelerar o motor da seguinte forma:
    1. manter a velocidade constante tanto na subida quando na descida da onda
    2. acelerar na subida e desacelerar antes da descida
    3. não acelerar nem na subida nem na descida
    4. quando subir na onda acelerar e continuar acelerando na descida
    5. não acelerar na subida, somente na descida

    Certo. Com a embarcação aproada ao mar, o período aparente de oscilação da onda diminui à proporção que se aumenta a velocidade. Assim, todo o aumento de velocidade aproxima a embarcação do sincronismo com a vaga, fazendo-o jogar mais. Desse modo, em mar ruim, para vencer as ondas grandes deve-se acelerar na subida e desacelerar na descida. Contudo, neste caso também se impõe a redução de velocidade, porque, à proporção que esta aumenta, aproxima-se da velocidade de propagação das ondas, podendo levar a embarcação a ficar por muito tempo em posições críticas, tais como apoiado sobre duas cristas de onda nas extremidades ou sobre uma crista a meio, quando o comprimento da onda for sensivelmente igual ao da embarcação.
    Errado. Com a embarcação aproada ao mar, o período aparente de oscilação da onda diminui à proporção que se aumenta a velocidade. Assim, todo o aumento de velocidade aproxima a embarcação do sincronismo com a vaga, fazendo-o jogar mais. Desse modo, em mar ruim, para vencer as ondas grandes deve-se acelerar na subida e desacelerar na descida.

  10. Uma luz branca contínua situada tão próximo quanto possível da popa, ou no espelho de popa, visível apenas de quem vem de ré, num setor horizontal de 135º, chama-se?
    1. luz de popa
    2. luz de alcançado
    3. luz de reboque
    4. luz de bordo
    5. luz de mastro

    Certo. Luz de alcançado é uma luz branca situada tão próximo possível da popa, visível em um setor horizontal de 135°, posicionada para projetar sua luz sobre um setor de 67,5° de cada bordo a partir da popa. (Regra 21 do RIPEAM)
    Errado. Luz de alcançado é uma luz branca situada tão próximo possível da popa, visível em um setor horizontal de 135°, posicionada para projetar sua luz sobre um setor de 67,5° de cada bordo a partir da popa. (Regra 21 do RIPEAM)


Voltar a lista Comprar